terça-feira, 17 de outubro de 2017

Nintendo quer jogos mais violentos e rispudos para o Switch


A Nintendo manteve durante vários anos, uma imagem bastante familiar, particularmente com o console Wii, visando reunir as pessoas para jogar jogos ativos e saudáveis.

E com o lançamento do Switch, a Nintendo confiou no muito difundido estilo de jogo como Zelda para levar o console híbrido para o sucesso. Passados  alguns meses e temos uma versão Switch de Mario Kart, o muito bonito Mario + Rabbids Kingdom Battle, e Mario Odyssey.

No entanto, a Nintendo agora procura tentar fazer o seu console Switch, atrair a atenção para um publico de jogadores mais adultos, estilo mais usados ​​para jogar jogos no Xbox One e PlayStation 4.



Os desenvolvedores familiarizados com os planos da Nintendo, de acordo com The Wall Street Journal, notaram que jogos como Nights of Azure 2: Bride of the New Moon, que tem personagens femininas escassamente vestidas, e Shinobi Refle: Senran Kargua, que permite aos jogadores massagear mulheres jovens no jogo, junte-se aos gostos de Doom e Wolfenstein II: The New Colossus, estão vindo para injetar um apelo mais adulto na linha de jogos do Nintendo Switch.

Doom e outros jogos mais "adultos" estão chegando no Nintendo Switch

"A Nintendo abriu sua janela para mais desenvolvedores, e tornou-se muito mais amável para as empresas novas para as plataformas da Nintendo", disse Takayuki Fujii, produtor da Gal Metal para o jogo sobre uma banda de escola secundária de todas as raças lutando contra alienígenas com o poder de metal pesado.

Ter esses jogos em um console que muitas vezes foi destinado a usar com famílias ou em situações sociais, pode parecer um pouco chocante contra os títulos atuais da Nintendo. No entanto, a Nintendo sempre teve jogos violentos e mais adultos em seus consoles; O SNES tem jogos como Street Fighter e Mortal Kombat, e o N64 teve jogos como Perfect Dark e Turok.

Não que a Nintendo realmente precise ampliar o apelo do console, já que o Switch ainda está vendendo muito bem, e as licenças Mario e Zelda atraem tanto jogadores adultos quanto jovens. O tempo dirá se mais jogos "maduros" irão representar um bom apelo para o Switch ou permanecerão mais adaptados aos consoles da Sony e da Microsoft.


domingo, 1 de outubro de 2017

Super Mario 64 Online incomoda a Nintendo


Super Mario 64 Online é um mod do jogo Super Mario 64 criado por fãs, isso tem incomodado muito a Nintendo que faz de tudo para barrar o jogo.

O mod do jogo possibilita até 24 jogadores online e diversos personagens estão disponíveis como Mario, Luigi, Toad, Princesa, Yoshi, Wario, Waluigi. Cada personagem teria habilidades unicas para se jogar online, os modos do jogo seriam cooperativo ou competitivo.

Embora não haja falta de argumentos legais quanto à necessidade de uma empresa defender sua propriedade intelectual, há claramente algum desacordo entre os estúdios sobre como lidar com projetos de fãs como este.



A Sega parece ter uma abordagem de mão-de-obra, ocasionalmente aproveitando a comunidade para obter mão de obra e inspiração. A Valve é famosa por trabalhar em estreita colaboração com seus fãs e, sobretudo, ofereceu o remake fã de Half-Life, oferecendo suporte e um lugar no Steam como um projeto comercial. Até mesmo a Capcom que tem uma forte postura anti pirataria, foi conhecida por trabalhar com fãs, licenciando oficialmente um fangame de cruzamento Mega Man / Street Fighter para fins promocionais.

Super Mario 64 Online
Super Mario 64 Online

Infelizmente a posição da Nintendo é tratar mods de fãs como esse como pirataria, o desenvolvedor do mod Kaze Emanuar, disse que a Nintendo removeu 20 videos dele sobre o jogo, fechou a conta dele no Patreon (onde os fãs poderiam ajudar financeiramente o projeto). 

E essa postura da Nintendo não é novidade, já que a Nintendo encerrou um remake do Metroid 2 e uma versão 8bit de The Legend of Zelda: Breath of the Wild. É uma pena Mario 64 do Nintendo 64 foi um dos melhores jogos já lançados um mod como esse certamente seria um sucesso, a Nintendo poderia tentar algum acordo com Kaze Emanuar, mas prefere o cancelamento do mod.

Após "perseguição" da Nintendo, Kaze Emanuar ainda não informa se continuará o desenvolvimento do projeto, já a Nintendo não se pronuncia sobre o caso.