domingo, 18 de junho de 2017

Microsoft vs Sony vs Nintendo na E3 2017

Outra E3 chegou ao fim, o que significa que é hora de a internet decidir de forma antecipadamente quem ganhou e quem perdeu a E3, Nintendo, Microsoft ou Sony?

Por mais que este debate possa aparecer superfícal, isso nos dá alguns pontos de referência para acompanhar os próximos 12 meses, já que a Microsoft, a Sony e a Nintendo tentam atender e, possivelmente, até ultrapassar as expectativas que criaram durante a feira comercial mais importante da ano.

Fizemos um resumo das apresentações dessas três empresas na E3 2017, e fizemos uma análise, longe de ser verdade absoluta, essa é apenas uma análise, outros podem ter um veredito diferente.


Sony

Pela primeira vez em muito tempo, a Sony e a Nintendo estão em situações semelhantes (por razões muito diferentes). Tendo vendido mais de 60 milhões de consoles PlayStation 4 desde o lançamento (que chega próximo o dobro do número de consoles Xbox One que foram vendidos no mesmo período, na Europa atualmente o PS4 está vendendo 3 vezes mais), a Sony poderia ter descansado em seus louros. Em vez disso, embalou a primeira metade de 2017 com uma série de exclusividades, desde Horizon Zero Dawn até Persona 5 to Nier: Automata to Nioh taté Gravity Rush 2 - a lista continua.

A Sony teve que fazer na E3 2017 uma ótima apresentação para manter seu caminho de sucesso. Para a maior parte, é exatamente isso que fez.

O relatório da E3 da Sony foi pouco mais do que uma série ininterrupta de trailers para jogos que não estão chegando até 2018. Isso não deve surpreender os proprietários da PS4 afinal estamos no meio do ano já. Dos grandes jogos exclusivos que vimos no palco, apenas Uncharted: The Lost Legacy e The Frozen Wilds DLC for Horizon chegarão nessa segunda metade de 2017.

Days Gone, God of War, Shadow of the Colossus, Detroit: become human e Spider-Man estão todos programados para 2018 ou mais ainda mais pra frente.

A Sony mostrou uma surpreendente variedade de jogos da PlayStation VR, incluindo um prequel de Until Dawn de Supermassive Games. Depois, houve o show pré-amostra do PlayLink, que permite que vários jogadores interajam com um jogo PS4 com seus telefones e tablets.

Foi uma apresentação bem sucedido no conjunto da empresa. Há muito o que esperar no console no futuro próximo, especialmente de desenvolvedores de terceiros. Acho que nenhum proprietário saiu do show desapontado.

Daysgone Sony E3 2017


Nintendo

No ano passado a Nintendo passou longe da melhor apresentação, mas agora virou  jogo e traz otimismo no futuro. O Nintendo Switch lançado em março de 2017, tem surpreendido positivamente, se tornou um dos eletronicos mais populares do mercado, The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Mario Kart 8 Deluxe são ambos best-sellers e a Nintendo desde o lançamento do Switch voltou ao foco.

Após o desastre que foi o Wii U, um começo de ano tão brilhante com o Switch era o que a Nintendo precisava. Mas a grande questão da E3 foi essa: a Nintendo poderia manter esse ritmo?

Com base nas reações ao incrível Super Mario Odyssey, provavelmente sim. Então, acrescente outros jogos firsty-party (desenvolvidos pela propria Nintendo), Metroid Prime 4, um novo Kirby, um novo Yoshi, um verdadeiro jogo Pokemon no Switch e uma porta da Rocket League com jogo off-line e a Nintendo realmente tem muito a oferecer. É certo que a maioria desses jogos (da mesma forma que a Sony) não estará disponível até 2018 ou além, mas temos Mario em outubro.

Deixando os jogos de firsty-party  de lado, a maior surpresa da E3 pode ter sido a resposta ao Mario + Rabbids Kingdom Battle. Um switch exclusivo da Ubisoft, Mario + Rabbids arrasam no Mushroom Kingdom e no universo dos Rabbids em um jogo de estratégia baseado em turnos ao longo das linhas do XCOM. Ninguém sabia o que pensar quando a arte da capa vazou no mês passado, mas a reação foi universalmente positiva.

É fácil esquecer que o Wii U também teve um sólido primeiro trimestre. Parecia promissor, mas a falta de apoio tanto de estúdios de terceiros quanto da Nintendo arruinou qualquer chance de prosseguir o sucesso no Wii. A Nintendo ainda tem um longo caminho a percorrer, mas o futuro do Switch parece brilhante após o E3 2017, deixando os proprietários Nintendo Switch bem esperançosos.

Super Mario Odyssey Nitendo E3


Microsoft

Ninguém tinha mais a provar na E3 2017 do que a Microsoft. Além do novo console para revelar, a empresa precisava explicar aos seus fãs por que a programação de jogos exclusivos quase todos secaram este ano. A impressão é que a Microsoft não fez o suficiente para a marca Xbox na E3 este ano.

O Xbox One X ocupou o primeiro lugar durante o briefing da Microsoft E3 este ano. O console doméstico compatível com 4K é mais poderoso do que qualquer outro no mercado e quase certamente manterá esse título durante a próxima metade da década, mas será que tem mercado para isso?

Quem exatamente vai gastar US$ 500 (preço nos EUA) em um Xbox One X quando eles podem pegar um Xbox One S pela metade do preço? E aparentemente embora Phil Spencer, tenha feito um trabalho admirável quando perguntado por Jeff Gerstmann da Giant Bomb, não pensei que ele fizesse um ótimo trabalho para responder.

Além do Xbox One X, a perspectiva foi um pouco mais brilhante, com uma sólida lista de jogos exclusivos no convés para o final deste ano e próximo, incluindo Crackdown 3, Forza Motorsport 7, Sea of ​​Thieves, State of Decay 2 e Ori e Will Dos Wisps.

A Microsoft também surpreendeu a todos ao revelar que os jogos originais da Xbox se juntariam ao programa de compatibilidade retroativa antes do final de 2017, Embora a Sony se posicione minimizando a importância da retrocompatibilidade, por dizer que gerações anteriores são ultrapassadas, porque fazem tanta questão de combater a pirataria de jogos do PS1, por exemplo? Portanto retrocompatibilidade é sim importante.

Considerando tudo, a E3 2017 foi uma boa exibição para o Xbox One. Mas a Microsoft precisava que este show fosse mais do que "bom". Era preciso me dar uma razão para começar a usar seu console. Também precisava convencer o publico alvo de que vale a pena pagar US$ 500 por um Xbox One criado. Embora tenha feito alguns avanços no primeiro, ele falhou no último, e isso não é suficiente.

Microsoft E3 2017


Quem venceu a E3 2017 ?

Isso vai depender muito de cada um, todas empresas foram bem, mas acho que dessa vez escolheria a Nintendo por uma curta vantagem sobre a Sony. Talvez Super Mario Odyssey tenha feito a diferença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário